3. Nossa Rota

 Nossa Rota: 1a Temporada (Mai/2016 – Set/2017)


1. Martinica, leste do Caribe (Maio/2016).

Martinica é uma ilha francesa que fica no leste do Caribe. A antiga capital, Saint-Pierre, ficou mundialmente famosa após a grande erupção vulcânica de 1902, no Monte Pelée.

No sul da ilha fica Le Marin, uma pequena baia de águas cristalinas, o principal ponto de encontro de velejadores.

Com uma infraestrutura de primeiro mundo com marinas, lojas nauticas e milhares de veleiros, foi neste local que compramos nosso barco e preparamos ele para nossa primeira travessia.

Daqui partimos para Curaçao com escalas rápidas em St Lucia e Los Roques.

Essa viagem fiz em companhia de grandes amigos enquanto a Raquel e as crianças aguardavam anciosamente do Brasil com malas e caixas já devidamente preparadas para o futuro embarque em definivo para Curaçao – local de onde começamos a vida em família a bordo do Itacaré.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.0 Comprando o barco)


2. Saint Lucia, leste do Caribe (Maio/2016).

St. Lucia é uma pequena ilha que fica a poucas milhas ao sul da Martinica. Também vulcânica, a ilha tem nos Pitons (dois picos vulcânicos no sudoeste da ilha) seu principal cartão postal.

Nossa passagem por estas águas foi curta, mas valeu a pena a ancoragem na pequena Marigot Bay (foto ao lado).

Com gosto de “quero-mais” seguimos viagem em direção a Curaçao com escala na linda Los Roques na Venezuela.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.0 Comprando o barco)

 


3. Los Roques, Venezuela – sul do Caribe (Maio/2016).

Los Roques é um arquipélago pertencente a Venezuela, ficando a 65 milhas náuticas da América do Sul.

Com águas cristalinas, ancoragens dos sonhos e abundância de vida marina, encontramos aqui um paraíso na terra.

Se não fosse pela confusão política que o país passa, certamente ficariamos mais tempo por aqui e, sem dúvida, estas ancoragens estariam abarrotadas de veleiros e turistas.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.0 Comprando o barco)


4. Curaçao (Jun a Jul/2016)

Curaçao, apenas 70km ao norte da Venezuela, é uma ilha colonizada pela Holanda e um dos maravilhosos destinos caribenhos.

Andar pela capital, Willemstad, é como conhecer um pedacinho perdido da Holanda no Caribe. A arquitetura, marca dos países baixos, é um dos charmes de Curaçao, que não esconde suas origens nas paredes coloridas.

Aqui foi nosso ponto de partida com toda a família. E em 30 de Junho de 2016 desembarcamos vindos do Brasil com malas, caixas e apetrechos.

Por estas águas ficamos quase 2 meses adaptando nossa família, equipando e preparando o Itacaré para novas e mais longas travessias.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (Curaçao)

 


5. Bonaire (Set a Out/2016)

 

 

A cerca de 50km de Curaçao, Bonaire é um pólo turístico ainda pouco explorado. É no quesito mergulho que a ilha se difere de todas as outras.

A riqueza de fauna e flora marinha atrai milhares de turistas por ano, que ainda podem se aventurar no windsurf ou em um passeio pelo Parque Nacional de Washington-Slagbaai para ver a exuberante vida animal.

Bonaire nasceu a partir de erupções vulcânicas e é uma grande montanha debaixo d’água, enfeitadas por coloridos corais. Seu mar turquesa é capaz de criar um jogo de contraste belíssimo, enquanto os mais variados e coloridos cardumes de peixe nadam ao redor dos mergulhadores.

Por aqui ficamos 45 dias explorando os inúmeros pontos de mergulho, e realmente vivendo e se adaptando a vida de velejador em meio a churrascos, passeios e happyhours com outras famílias do mar.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (Bonaire)

 


6. Porto Rico (Nov a Dez/2016)

Porto Rico é a ilha dos sorrisos. De origem espanhola e posteriormente incorporada aos EUA, por aqui a lingua espanhola se mistura com a organização e profissionalismo do povo americano.

O passeio pelo centro histórico de San Juan é um retorno do tempo dado suas ruelas de paralelepípedo muito bem preservada, fortalezas e outras construções espanholas do século 16. Vale muito a pena a visita.

Além de serum paraíso para velejadores, nas ilhas de Vieques, Culebra e Culebrita (também conhecido como Ilhas virgens Espanholas) encontramos ancoragens fantásticas com água cristalina e abundância de vida marinha.

Por estas bandas navegamos 45 dias. Sem dúvida, poderíamos ter ficado muito mais.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (Porto Rico)


7. Turks & Caicos (Dez/2016 a Jan/2017)

Turks & Caicos, ainda pertencente a Inglaterra, é um paraíso próximo as Bahamas, ao norte da República Dominicana.

Com um banco de areia de mais de 70km no meio do oceano é o tipo de lugar que acreditamos que tenha sido caprichosamente desenhado por Deus.

As ancoragens são paradisíacas com areia branca e fina, água cristalina e também muita vida marinha.

Por estas bandas as baleias vem todo ano do norte buscar abrigo em águas mais quentes para procriarem e amamentarem seus filhotes.

Por aqui também as lagostas estão espalhadas por todos os recifes e tubarões e barracudas sempre são vistos policiando os arredores. E se você tiver sorte pode também esbarrar com o Jojo – um golfinho antigo da ilha que constuma andar sozinho e vir na popa dos veleiros dar um “oi” para nós velejadores.

Por estas bandas ficamos 45 dias, passamos nosso primeiro Natal e Ano Novo a bordo e depois seguimos viagem rumo as Bahamas.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.4 Turks &Caicos )


8. Bahamas, um paraíso na terra (Fev a Mai/2016)

 

 

As Bahamas que conhecemos talvez sejam muito parecidas com a que os piratas enterraram seus tesouros. Vimos muitas ilhas completamente selvagens e desertas,  ancoragens remotas com praias perfeitas – sem dúvida, um paraiso na terra.

Encontramos ilhas com coqueiros, trilhas, cidades abandonadas, aviões afundados, navios encalhados, pequenas vilas mais sofisticadas, beleza e atrações para todos os gostos.

Por estas águas moramos 4 meses e certamente por aqui passaremos na próxima temporada.

Podem anotar: As Ilhas Exumas nas Bahamas, na nossa opinião, está entre os top 3 melhores do Caribe.

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.5 Bahamas )

 


9. Flórida, EUA (Jun a Out/2016)

 

Desnecessário descrever os EUA, afinal de contas este é o destino principal da maioria dos brasileiros.  Mas precisamos confessar que entrar pelo mar navegando por entre os canais da Flórida é algo que não tem preço.

Pela Flórida ficamos com nosso barco por quase 2 meses, primeiro em uma cidade próxima a Fort Laurderdale, depois mais acima em St Augustine. Lá deixamos nosso barco no seco em uma marina – já preparado para temporada de furacões.

De lá seguimos de carro alugado por 45 dias rumo ao Norte.

É indescritível poder conhecer o país por um ângulo que poucos conhecem. Rodamos mais de 5.000 km de Sul a Norte, acampando pelos inúmeros parques florestais pelo caminho: primeiro na Virginia no meio dos Apallaches, depois no norte do estado de New York quase divisa com o Canadá, depois em New Hamphire, Vermont e por fim em Maine no frio litoral.

 

Veja aqui os posts no blog sobre este assunto (2.6 EUA )

 


Assim encerrou-se nossa primeira temporada a bordo. Depois disso demos um pulo no Brasil (Set/17) para visitar amigos e familiares e a partir de Novembro seguiremos para nossa 2a temporada a bordo.

 

Clique aqui e veja onde estaremos nos próximos meses (4. Próximas Paradas)